16 de agosto de 2012

UFG é décima em aprovação em exame





Índice de aprovação no VII Exame de Ordem Unificado é de 59,02%.

A Universidade Federal de Goiás (UFG) teve o décimo melhor desempenho nos índices de aprovação do VII Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), com 59,02% de aprovação. Desempenho inferior ao do VI Exame de Ordem Unificado, realizado no primeiro semestre deste ano, quando a universidade goiana alcançou a 4ª colocação no ranking nacional, com 79,69%. Mesmo assim, a UFG está bem acima da média nacional de aprovação que é de apenas 14,97%, conforme resultado divulgado nesta terça-feira, dos 109.649 bachareis que fizeram a prova, 16.419 foram aprovados.

Presidente da Comissão de Exame de Ordem da OAB-GO, Julio Cesar Machado afirma que a UFG é conhecida pelo bom desempenho nos certames da OAB no início e no final do ano porque o curso de Direito da universidade é anual. “Por isso, não devemos dizer que o fato de ter ficado em 4º na prova passada e em 10º nessa indica uma perda de qualidade”, explica. Ele ressalta que a UFG é a única com o selo da OAB no Estado e que a classificação tem que ser analisada pelo contexto. “Considero um ótimo resultado. É praticamente a melhor do Centro-Oeste, só perde para a UnB.”

Julio Cesar destaca que os alunos de instituições públicas são diferenciados porque o vestibular pré-seleciona os mais bem preparados. “Esses alunos passaram por uma prova concorrida para ingressar no curso. Já estão acostumados a estudar. E essa é uma receita de sucesso. Por isso, é natural que as universidades públicas tenham melhor desempenho na prova.” O diretor da Faculdade de Direito da UFG, Nivaldo dos Santos, foi procurado pela reportagem, mas disse que o ranking oficial ainda não foi divulgado e que não vai comentar a classificação antes disso.

Empenho
Luma Cavalcante Oliveira, de 23 anos, foi uma das aprovadas nessa edição do exame. Ela se formou pela UFG em fevereiro e conta que na sua turma todos os alunos passaram na OAB. “A UFG conta com um aliado muito importante, que é o aluno que corre atrás. A gente aprende a se virar sozinho.” Luma estudou em um cursinho antes de fazer a segunda fase, mas afirma que foi porque lá teria a oportunidade de fazer uma espécie de simulado da área exigida. “A faculdade nos prepara, mas o cursinho foi bom por causa da área específica que escolhemos.”

A Universidade Federal de Viçosa foi a instituição de ensino público que teve o melhor desempenho, com 73,08% de aprovação. Já estão abertas as inscrições para o VIII Exame de Ordem Unificado, que, conforme o edital, deve realizar as provas de segunda etapa no dia 9 de setembro. A aprovação no Exame de Ordem é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado.

Fonte: Jornal O Hoje