19 de maio de 2012

Zoológico de Goiânia é reaberto ao público



O horário de funcionamento será de terça a domingo, das 8h às 17h. O ingresso terá o valor fixo de R$ 2,00.

O novo zoológico de Goiânia foi reaberto ao público nesta sexta-feira (18) com mudanças. Segundo a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), 1 mil ingressos serão disponibilizados em cada período para visita ao parque.
O horário de funcionamento será de terça a domingo, das 8h às 17h. O ingresso terá o valor fixo de R$ 2,00. O diretor do zoológico de Goiânia, Rafael Cupertino relatou as principais mudanças no Parque.

Segundo ele, “O carro-chefe foi a retirada de grades e colocação de vidros. Além de tirarmos a imagem de jaula, há a questão da barreira acústica, onde o animal escuta em volume mais baixo dentro do recinto. Além da criação de pontos de fuga onde o animal pode se esconder, caso não queira ser visto”.

Uma das principais mudanças e novidades está no chamado recinto de imersão. Nele, o visitante tem acesso monitorado à diversas espécies de animais sem barreira física. O recinto de imersão deve funcionar em horários específicos, das 10h às 11h e das 15h às 16h.

Fonte: Portal 730

995 pessoas no 1º dia de visitação.

Goianienses puderam, após mais de dois anos, voltar ao Zoo Gyn. População, em geral, aprova modificações realizadas no local.

Enfim, o Zoológico de Goiânia voltou a ter as bilheterias funcionando, ontem. O público pôde, finalmente, ter acesso ao local, após o término das obras de readequação do espaço e mais de dois anos fechado. Ao todo, 995 pagantes, entre crianças, pais e adolescentes visitaram o espaço. Além deles, cerca de 600 estudantes de escolas municipais também marcaram presença, continuando o ciclo de visitas que começou no último dia 5 de maio, quando foi iniciada a reabertura gradativa.

O Zooológico vai funcionar de terça a domingo, das 8 às 17 horas. As pessoas só poderão comprar ingressos, vendidos a R$ 2 e em formato de cartão magnético, até às 16 horas. Depois, não mais, porque o objetivo é não prolongar demais a visita e evitar transtornos para os animais. Crianças de até 3 anos, adultos e deficientes físicos não pagam entrada. Diariamente, serão disponibilizados 2 mil ingressos, sendo 1 mil pela manhã e 1 mil à tarde. Esta quantidade vale, inclusive, para os finais de semana.
O diretor do Zoo, Raphael Cupertino, explicou que a intenção, por agora, é avaliar como vai ser a reação dos animais à visitação pública mantida em torno das 2 mil pessoas. Caso corra bem, pode ser que esse número aumente. Ele se disse satisfeito com a reabertura, a receptividade do público e o resultado da obra, avaliada em R$ 4 milhões e que se prolongou até o último prazo permitido pelo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), aplicados pelo Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO), Ministério Público Estadual (MP-GO) e Instituto Brasileiro dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama-GO).

Até o momento, Raphael conta que os animais estão reagindo dentro do previsto. O Zoológico está fechado desde o dia 21 de julho de 2009, em razão das constantes mortes de animais, na época, e estrutura precária. Os bichos ficaram todo esse tempo sem o contato com o público. Agora, para aumentar a interatividade, os ambientes foram estrategicamente planejados e no setor de grandes carnívoros, onde ficam as onças e os leões, os visitantes são solicitados para responderem um questionário de avaliação.

A administradora de empresas, Sandra Maria Gonçalves, de 39 anos, tirou o dia ontem para levar a filha Gabriela, 4, e os sobrinhos Gustavo, 8, e João Lucas, 6, para ver os animais. “Já estava planejando a vinda. Acompanhei pelos jornais a notícia e resolvi trazer eles”, disse. Ela, que conheceu o parque antes das mudanças, avaliou como positiva a obra e, que apesar da demora, valeu à pena. Nos últimos dois meses, 49 animais foram acrescentados ao plantel. Cupertino conta que novas permutas estão sendo negociadas com Zoológicos do Brasil e que devem ser efetivadas em breve.

Fonte: Jornal o Hoje