26 de janeiro de 2012

Fim de semana recheado de shows no Goiânia Ouro


Marcos Antônio, Cesinha Canedo, Fernando Simplista e Márcia Jácomo se apresentam nos dias 26, 27 e 28 de janeiro

O Goiânia Canto levará ao palco, nesta semana – 26, 27 e 28 de janeiro, os cantores Marcos Antônio, Márcia Jácomo, Fernando Simplista e Cesinha o Canedo. No dia 29 de janeiro, haverá o primeiro elenco escalado para as noites de domingo: Pedro Oliveira, Viviane Vaz e Carlinhos Trivelli.

Nesta edição do festival, serão treze semanas de shows com os maiores nomes da música local. CDs e DVDs dos músicos que integram a programação do Goiânia Canto de Ouro poderão ser adquiridos na loja do Goiânia Ouro, sendo que, grande parte destes CDs foi gravada com o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Artistas

O cantor, compositor e instrumentista Marcos Antônio começou a cantar aos 10 anos no extinto programa O Mundo das Crianças, da TV Anhanguera. Em sua carreira passou por diversas bandas até que, em 1985, lançou carreira solo e passou a participar de diversos festivais em Goiás e outros estados. Lançou seu primeiro disco em 1996, batizado de Quero Ter Você pra Mim, com composições próprias e a regravação de Pra você não ir embora. Em 2000, lançou seu segundo CD, Além de Tudo, com a participação de Benito di Paula e, em novembro de 2011, lançou seu terceiro CD, gravado pela Lei Municipal de Incentivo a Cultura.

Márcia Jacomo iniciou sua carreira musical na década de 1980, no Coral da Cidade, sob regência de Luiz Graciliano Salles. Por lá permaneceu por 12 anos, sendo solista. De 1999 a 2003 morou na Georgia (USA), época em que representou o Brasil acompanhada pelo violonista Ednaldo Queiroz. Foi backing vocal de Gustavo Veiga e Tonzera. Recentemente, segue fazendo shows em bares, festivais e projetos culturais.

Fernando Simplista é um músico de Goiás, que coloca seu pé um tanto no samba, um tanto no folk, um tanto no rock e um tanto na lama. Prepara seu primeiro disco, Go-010 Zona Rural, entre cabras e bodes pastando, estúdios e companheiros de viagem. De um ambiente bucólico, surge com energia limpa e sustentável. Seu disco será lançado ainda este ano.

Cesinha Canedo chegou a Goiânia no inicio de 1966, no auge da Bossa Nova, dos festivais de música e dos Beatles, o que influenciou grandemente sua formação musical. Foi o primeiro músico a se apresentar na noite goiana acompanhado apenas de seu violão e integrou os grupos Esquema 4, Modern Group; e Raulino e Super Som 2000, convivendo com músicos das mais diversas tendências musicais. Em 1966, venceu o primeiro festival de música popular brasileira realizado em Goiânia, com a música Tem Jeito Não. Depois de 40 anos de carreira, Cesinha Canedo lançou seu primeiro CD com composições próprias, além de músicas de vários amigos compositores como: Antônio Siqueira, Bororó, Carlos Ribeiro, Gustavo Veiga, Nilton Rabello e Renato Castelo.

Serviço:
Goiânia Canto de Ouro: 26, 27 e 28 de janeiro, às 21h
Local: Teatro do Goiânia Ouro
Endereço: Rua 3, esquina com a Rua 9, Centro
Fone da bilheteria: 3524-2541
Ingressos: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia)

*Com informações do Goiânia Ouro
Fonte: Jornal Opção (
Mariane Rodrigues)