27 de agosto de 2015

Roberto Carlos em Goiânia


DATA: 24 de Setembro de 2015
LOCAL: Ginásio Goiânia Arena
Telefone:(62) 3218-5252
HORÁRIO: 21:00 hs


PRÉ VENDA CREDICARD:

Dia 26 até 30 de agosto – exclusivamente para clientes Credicard e portadores de cartões Credicard, e Dinners (máximo de 4 ingressos por cartão)

VENDAS GERAL:

A partir do dia 31 de Agosto

INGRESSO RÁPIDO

Pelo telefone: 4003.1212
Pela internet: www.ingressorapido.com.br

O evento acontece  no Ginásio Goiânia Arena, no Jardim Goiás, no dia 24 de setembro. Os ingressos variam de  R$ 30 a R$ 480 e podem ser comprados também pela internet, no site Ingresso Rápido.

O show que o músico traz para Goiânia  é baseado  no projeto “Roberto Carlos Ao Vivo Em Las Vegas”, DVD gravado no famoso e disputado MGM Grand Garden Arena de Las Vegas, nos Estados Unidos.  (O Hoje)

Fonte: O que Rola


26 de agosto de 2015

Goiânia sedia 1ª Copa Latino-Americana de Slackline


Atletas das cinco regiões do Brasil devem comparecer aos três dias de festival, que promete adrenalina no Cepae da universidade. Inscrições custam R$ 60 até o dia 1º de setembro

Goiânia vai sediar a 1ª Copa Latino-Americana de Slackline entre 5 e 7 de setembro de 2015. A expectativa é a de que participem pelo menos 120 atletas da América do Sul. Para a capital de Goiás vêm atletas das cinco regiões do País. Do exterior são esperados atletas de Santiago e Talca (Chile). O palco das disputas será o Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae), no Campus II da Universidade Federal de Goiás (UFG), no Setor Itatiaia.

Serão 200 metros de fitas esticadas para competidores Manaus (AM), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), Palmas (TO), Juiz de Fora, Ribeirão das Neves, Paracatu e Belo Horizonte (MG), São Paulo, Jundiaí, Bragança Paulista (SP), Cuiabá (MT), Vitória e Vila Velha (ES), Curitiba (PR), Natal (RN), Goiânia (GO), Belém (PA).

O grupo de atletas concorre em quatro categorias: Pro, Feminino, Amador e Iniciante. Para complementar a Copa, a organização realiza também os desafios de Longline e de Trickline.  A premiação chega a R$ 5 mil, além de medalhas e troféus. A arbitragem será composta pelo chileno Carlos Andrés Zuniga, o carioca Allan Pinheiro e o capixaba Rafael Souza. A atual campeã mundial de trickline, a brasileira Giovanna Petrucci, vai participar como atleta convidada.

Os atletas participantes contam com espaço exclusivo para dormitório com capacidade para 150 atletas, vestiários masculinos e femininos e praça de alimentação.

A intenção do evento é integrar atletas de slackline, skate e tecido acrobático com apresentações artísticas e culturais de malabares, breakdance, dança e grafite. As bandas confirmadas são Johnny Brown, Marmelada de Cachorro, Procedê, União Clandestina e Jeremias Groove.

A Copa Latino-Americana recebe o apoio da Goiás Turismo, Saneago, Ceasa e Secretaria Municipal de Cultura (Secult). A expectativa é a de que cerca de 500 pessoas circulem pelos 2 mil metros quadrados do Cepae. O público vai contar com arquibancada e lounge.

Os interessados podem se inscrever em www.slackmafia.com. Os valores iniciais são de R$ 60 até o dia 1 º de setembro.

Serviço:

Evento: 1ª Copa Latino-Americana de Slackline
Data: 5 e 7 de setembro de 2015 – A partir das 9h
Local: Cepae da UFG, Campus II – Samambaia
Mais informações: www.slackmafia.com
Facebook: Balance Festival -- Copa Latino-Americana de Slackline

Fonte: Jornal O Hoje


Dilma admite que errou ao não ter percebido tamanho da crise


Após anunciar que vai extinguir dez ministérios, a presidente Dilma Rousseff admitiu que talvez ela e a equipe econômica tenham cometido o erro de demorar a notar o tamanho da crise que o Brasil enfrenta. Em entrevista aos jornais O Globo, Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo, Dilma disse que o governo levou muitos sustos, já que não previu uma queda tão brutal da arrecadação de impostos.

"Errei em ter demorado tanto para perceber que a situação era mais grave do que imaginávamos. Não dava para saber ainda em agosto [durante a campanha eleitoral]. Talvez em setembro, outubro, novembro.", declarou ela.

Corrupção no governo
Sobre a Operação Lava Jato, Dilma comentou que não esperava que petistas e pessoas próximas ao partido estivessem envolvidas em escândalos de corrupção. "Fui completamente surpreendida. Lamento muito", declarou.

Quando perguntada pelos jornalistas sobre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, Dilma se esquivou dizendo que não tem opinião sobre qualquer pessoa. Para ela, quanto mais rápidas e efetivas forem as investigações, melhor para o Brasil.

Lembrada pelos jornalistas sobre a sugestão do ex-presidente Fernando Henrique de que ela renuncie ao mandato, Dilma apenas disse que sugerir é fácil e que não vai discutir sobre isso.

Enxugamento de ministérios
Com a justificativa de racionalizar a máquina do Estado, Dilma anunciou na última segunda-feira (24) a extinção de dez ministérios e corte de mil cargos de livre provimento.

Sem especificar quais ministérios e cargos que serão cortados, Dilma declarou que secretarias também serão extintas e os gastos diminuídos. A presidente anunciou que o estudo de quais pastas deverão ser cortadas ainda está em  andamento.


Fonte: A Redação (Yuri Lopes)


Governador Marconi apresenta projeto Inova Goiás, que vai investir R$ 1 bi em tecnologia


Objetivo do projeto é fomentar a economia e elevar o Estado ao ranking dos que mais investem em inovação

Com o objetivo de inserir Goiás entre os três Estados que mais investem em inovação e fomentar a economia estadual, o governador Marconi Perillo (PSDB) anunciou o lançamento do Programa Estadual de Inovação e Tecnologia, o Inova Goiás.

Atualmente na 14º posição de investimentos no setor, o objetivo do tucano-chefe é investir R$ 1 bilhão até 2018 em ações que visam beneficiar 35 mil empresas no Estado. Deste valor total, o governo informa que a metade será formada por recursos novos, via aportes de fundos setoriais, como o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) e empréstimos do BID.

O Inova Goiás já foi apresentado a técnicos do BID e recebeu aprovação preliminar da instituição financeira. O banco possui linhas de crédito para apoio a políticas de inovação no País.

No dia do lançamento do programa, marcado para 2 de setembro, será entregue a representantes da instituição, que virão a Goiânia, uma carta consulta referente a um financiamento de 70 milhões de dólares para modernização tecnológica dos mais de 40 Arranjos Produtivos Locais – APLs que já funcionam em Goiás.

A outra metade do valor total será composta por recursos do Tesouro estadual vinculados para ciência, tecnologia e inovação, já investidos em programas da Fapeg e UEG, por exemplo. Mas serão destinados exclusivamente para o Inova Goiás, por meio de uma conta centralizadora.

O Inova Goiás terá a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, do vice-governador José Eliton (PP).

Fonte: Jornal Opção


Palco do Villa Mix Goiânia poderá entrar para o GUINNESS WORLD RECORDS


O palco do Villa Mix Goiânia, maior festival de música do Brasil, poderá entrar para o GUINNESS WORLD RECORDS.

A negociação para essa tentativa oficial acontece há 30 dias e na semana do evento auditores oficias virão de Nova York para a avaliação e possível certificação do mesmo. Caso seja tudo aprovado o anúncio é feito no local.

A estrutura do palco, que é considerado um dos maiores do mundo, conta com 43 metros de altura, o equivalente a um prédio de 16 andares e é o que o viabiliza para uma tentativa de recorde GUINNESS WORLD RECORDS

O Villa Mix Festival Goiânia acontece no dia 6 de setembro (véspera de feriado), no estacionamento do Estádio Serra Dourada e vão cantar lá os maiores sucessos da música nacional como Jorge e Mateus, Ivete Sangalo, Luan Santana, Wesley Safadão, Humberto e Ronaldo, Guilherme e Santiago, Jefferson Moraes, Israel Novaes, Matheus e Kauan e Bruninho e Davi.

Fonte: Assessoria O Que Rola


25 de agosto de 2015

Calor e sequidão até o fim de agosto em Goiânia e chuva em outras regiões de Goiás


Altas temperaturas e baixa umidade do ar permanecem até o final de agosto. Pancadas de chuva podem ocorrer ainda esta semana nas regiões Sul e Oeste do Estado

Quando o escritor gaúcho Caio Fernando Abreu escreveu a crônica “Sugestões para Atravessar Agosto”, ele disse que para suportar o oitavo mês do ano era “preciso antes de mais nada paciência e fé”. O escritor com certeza não falava do tempo, mas sua constatação cairia muito bem nestes dias que os goianienses e goianos têm vivenciado. É preciso ter, realmente, muita paciência para atravessar os dias quentes e secos desta época do ano em Goiás.
De acordo com Rosivalda Paz, superintendente de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento de Goiás, agosto é o mês mais quente e mais seco do ano, segundo a climatologia da nossa região. E a tendência, conforme ela explicou ao O Hoje nesta terça-feira (25), é que o tempo deve permanecer desagradável até o final do mês.

Nesta quarta-feira (26), por exemplo, a temperatura pode chegar a 35º C na capital, 38º C na Região Norte do Estado e 39º C na Cidade de Goiás.  A umidade relativa do ar nestas regiões deve ficar entre 12 e 15%.

Ainda segundo Rosivalda Paz, nos dias 27 e 28 pode haver pancadas de chuvas nas cidades das regiões Sul e Oeste, na divisa de Goiás com Mato Grosso. Essa possibilidade de chuva pode ocorrer devido a uma frente fria vinda do Sul do Brasil. E o tempo só deve melhorar em meados de setembro.
Fonte: Jornal O Hoje


24 de agosto de 2015

Paulo Garcia: 500 dias para cumprir metas


Corredor Universitário: Prefeitura instalou faixas preferenciais para ônibus em duas avenidas e concluiu duas ciclovias

Márcia Abreu

Restando menos de 500 dias para o fim do mandato, o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), ainda tem muito compromisso para cumprir na área da sustentabilidade - conceito que deu corpo ao seu plano de governo em 2012. Levantamento feito pelo POPULAR mostra o que já foi cumprido ou iniciado e o que ainda está no papel.

Na área de mobilidade urbana, a maior parte dos projetos está em andamento. Em dois anos e meio, a Prefeitura concluiu dois corredores preferenciais para ônibus - outros cinco estão sendo licitados e um está em execução -; fez duas ciclofaixas e instalou bicicletários em 10 dos 14 terminais da capital.

Além dos terminais, a Praça da Nova Suíça (bairro nobre da capital) é a única que tem bicicletário, segundo informação da Prefeitura. O Executivo diz que vai colocar os suportes em 50 escolas e em órgãos do Paço Municipal - eles já estão sendo fabricados pela Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg). Para as outras praças da cidade, não há previsão de bicicletário, pelo menos por enquanto.

Também na área de mobilidade, a Prefeitura deu início às obras do Transporte Rápido por Ônibus (BRT), que vai ligar as Regiões Norte e Sul. O projeto, que está em fase inicial e tem sido alvo de críticas por promover mudanças em áreas consideradas acervo arquitetônico e urbanístico Art Déco de Goiânia, é apontado como um dos principais da atual gestão.

Meio Ambiente

De forma geral, o plano de governo do PT e dos oitos partidos que compõem a coligação Goiânia Cidade Sustentável introduziu o conceito de sustentabilidade em todos os aspectos da gestão municipal. Na área ambiental, a principal proposta é a de dar continuidade ao Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns (PUAMA).

O projeto prevê a construção de um parque linear em toda a extensão do Córrego Macambira e do Ribeirão Anicuns e foi dividido em 24 trechos. A previsão é de que sejam entregues três ainda este ano, sendo dois deles no aniversário da capital, no dia 24 de outubro. O PUAMA nasceu na gestão de Pedro Wilson (PT), em 2003, e já teve problemas com licitação e empreiteira.

Fonte: Jornal O Popular


Levantamento da SMT aponta 10 pontos críticos no trânsito na capital


Com uma população de 1,4 milhão de habitantes e um contingente de 1 milhão e 140 mil veículos, praticamente um carro ou moto por habitante, Goiânia lidera o ranking da quantidade de veículos automotores por habitantes entre as capitais brasileiras. O próprio secretário Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade, Andrey Azeredo, reconhece que transitar em algumas vias de Goiânia atualmente, em horário de pico, exige paciência.

Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), dez pontos de Goiânia estão entre os mais críticos nestes horários. Para solucionar o problema, Andrey explica que não adianta aumentar o limite de velocidade máxima permitida, pois apenas gera mais fluxo de veículos.

Entre as medidas de melhoria propostas pela SMT está mais investimentos em ciclovias e nos corredores preferenciais. Andrey afirma que em breve haverá uma terceira ciclo faixa, próximo ao Parque Vaca Brava e a implantação de mais corredores preferências para o transporte coletivo, além dos três já implantados. “Com as vias preferenciais, haverá mais velocidade do ônibus, diminuindo o tempo de deslocamento. Melhorando a qualidade, esperamos que os condutores deixem seus veículos e prefiram o transporte público”, diz. “Tiramos também cruzamentos e acrescentamos semáforos e proibiremos locais de estacionamento que atrapalhem a passagem pela rua”, completa.

Crescimento

Segundo estimativa do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), a frota na capital cresce em média 6% ao ano, se mantiver assim, em 2020 serão 1,7 milhão de veículos.

De acordo com o secretário Andrey, na década de 70, 50% da população usava o transporte coletivo, já hoje temos mais veículos particulares com apenas um condutor. “Um ponto fundamental para melhorar o transito da cidade é a conscientização dos condutores de pensar no coletivo, e não apenas no individual. Todos merecem qualidade”, enfatiza. “Além das obras, é importante que as pessoas criem o hábito de dar carona, fazendo rodízios. Juntamente com a segurança para usar a bicicleta como meio de transporte, tudo isso contribuirá para menos poluição e um transito melhor” acrescenta.

Fonte: O Hoje


'Fantástico' denuncia precariedade de curso de medicina em faculdade de Goiás


Sem estrutura, a Fama, de Mineiros, abriu 200 vagas para o curso neste semestre. Valores da mensalidade chegam a R$ 7 mil

O programa ‘Fantástico’ deste domingo (24) mostrou, durante uma reportagem especial, que cursos de medicina sem estrutura estão crescendo no Brasil. Entre as universidades sem qualidade, o jornalístico mostrou a Faculdade Mineirense (Fama), que fica em Mineiros, a 425 quilômetros de Goiânia.
Para o segundo semestre deste ano, a Fama abriu 200 vagas com valores mensais que chegam a R$ 7 mil. De acordo com o dominical, na nova faculdade de Mineiros as salas de aula e os laboratórios já estão prontos, “mas falta o espaço para a formação prática”. No lugar do futuro hospital universitário e dos consultórios, por enquanto, só tem mato. E onde será construído um campus exclusivo para medicina, só se vê terra.

Para cumprir exigências do Ministério da Educação (MEC), a Fama deveria ter a disposição mil leitos hospitalares para seus alunos estagiarem. O MEC exige que, para cada vaga do curso de medicina, deve haver um mínimo de cinco leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), ou conveniados, para o internato.

No entanto, conforme a reportagem, a rede pública da região não comporta os alunos, pois só tem 379 leitos. O diretor da faculdade, Alessandro Rezende, disse que fez convênios para ter todos os mil leitos. Para atingir a cota, a faculdade promete vagas de estágio na capital goiana. No entanto, a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES) afirmou que o convênio não existe.

“Não foi feito nenhum contato conosco, até o momento, dessa faculdade para a busca de nenhuma possibilidade de nenhuma oferta de campo de estágio”, salientou Nelson Bezerra, superintendente de Educação em Saúde e Trabalho para o SUS.

Por causa da falta de leitos para o estágio, o MEC não autorizou a abertura do curso. Entretanto a faculdade goiana conseguiu uma liminar na Justiça para funcionar. Mesmo com todo precariedade, os alunos que passaram no vestibular começam as aulas nesta segunda (24).

O jornal O Hoje entrou em contato com a Faculdade, que informou que não vai se pronunciar sobre a reportagem do ‘Fantástico’.

Fonte: Jornal O Hoje


VLT de Goiânia: Sem dinheiro e sem previsão de início


Essa é a situação das obras do VLT em Goiânia. Para tentar tirar projeto do papel, governo pede inclusão da obra na próxima edição do PAC

Sem dinheiro e sem prazo para começar. Esta é a atual situação das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), sistema de transporte que deverá substituir o Eixo Anhanguera. Para resolver o problema, o governador Marconi Perillo esteve na última segunda-feira (17), em Brasília solicitando a inclusão do VLT no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O VLT de Goiânia custará aos cofres do Estado R$ 1,1 bilhão. Segundo a assessoria do governo, a atual crise econômica dificulta a viabilização de recursos federais e estaduais necessários para o projeto sair do papel.

A Concessionária Mobilidade Anhanguera, constituída para o empreendimento, informou em nota, que a obra só começará após emissão da ordem de serviço pelo Estado de Goiás. A concessionária aguarda algumas providências, como a contratação de financiamento por parte do Estado de sua parcela nos investimentos, a desapropriação das áreas críticas para a implantação do VLT e a assinatura do contrato de garantias da contraprestação. A Concessionária Mobilidade Anhanguera tem 90% de participação da empreiteira Odebrecht TransPort (a empresa é, inclusive, uma das investigadas na Operação Lava-Jato da Polícia Federal), e o restante de um consórcio formado pelas empresas que explora o sistema de transporte coletivo na Grande Goiânia.

Serão 13,6 quilômetros que ligarão os terminais Padre Pelagio e Novo Mundo, nos extremos oeste e leste da capital. No projeto, toda a Avenida Anhanguera será revitalizada de fachada a fachada, com novas calçadas, sinalização vertical e horizontal, acessibilidade, iluminação, mobiliário urbano, paisagismo, novo sistema de drenagem para evitar alagamentos e recuperação de oito praças, entre elas a Praça A. Alguns cruzamentos serão fechados durante sua construção, porém, segundo a empresa responsável, o trânsito terá maior fluidez, pois cada trem equivale à retirada das ruas de cerca de oito ônibus comuns ou 300 carros.

O veículo é movido à energia elétrica, que evitará a emissão de cerca de 300 toneladas de CO2 por dia. A via permanente será toda em grama, o que adicionará cerca de 100.000 m2 de área de drenagem natural. Além disso, os terminais de integração e as estações serão reconstruídos.


Obras do BRT em Goiânia chegam ao Centro 

As obras do sistema BRT de Goiânia chamado de “Corredor Goiás Norte/Sul”, que está concentrado no momento na Avenida Goiás, desde julho deste ano, terá próximas intervenções na Avenida Perimetral Norte até o Recanto do Bosque, Praça do Trabalhador e Terminal Isidória até a Praça Cívica, afirma o coordenador do BRT Norte-Sul de Goiânia, Ubirajara Alves Abbud. No caso do Terminal Isidória terá um terminal próximo provisório, pois será construído um novo terminal no local.

Apesar da retirada das arvores na pista central da Avenida Goiás, que gerou polêmica, Abud garante que a área afetada terá um paisagismo nos canteiros que dividirão as pistas e as calçadas. Além deles, a integração será feita por meio de 39 plataformas de embarque e desembarque. Na lista de ações há ainda a instalação de sistemas de iluminação e de drenagem pluvial mais moderno, de sensores e câmeras de monitoramento e execução de projeto paisagístico.

“Indiretamente e diretamente serão beneficiados 140 bairros, sendo cerca de 500 mil pessoas”, diz o coordenador. Até agora, já foram gastos 10 milhões de reais, segundo ele, mas estima-se no total um gasto de 340 milhões de reais. O conjunto da obra têm um prazo de três anos, ou seja, até meados de 2017, para ser concluído.

Fonte: Jornal O Hoje