17 de setembro de 2014

Expansão do Eixo Anhanguera começa a operar neste sábado (20)


A Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) aprovou ontem a expansão do Eixo Anhanguera até Trindade, Goianira e Senador Canedo. Os ônibus da Metrobus começam a circulas nestas cidades no dia 20, segundo projeto encaminhado à Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). A passagem vai custar R$ 1,40, mesmo valor cobrado em Goiânia – a outra metade é subsidiada pelo Estado.

Para que o projeto seja executado, a CDTC propôs que seja feita uma consulta ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em razão das eleições de outubro, já que se trata de um projeto do Estado com benefícios financeiros à população. Nesta primeira etapa, a Metrobus não vai investir em obras. Os custos serão apenas da operação dos ônibus. Serão acrescentados 40 ônibus ao eixo. Os 15 primeiros veículos articulados já estão no pátio da empresa estatal e os demais chegam até dia 27. Em Goianira será substituída a linha 139, em Senador Canedo, 255 e 625, e em Trindade, 142.

Segundo a deliberação da CDTC, órgão colegiado responsável pelo transporte coletivo da região metropolitana, caso a nova operação provoque queda no rendimento das empresas concessionárias, este quantitativo não poderá ser repassado para a tarifa. As empresas fizeram o projeto em conjunto com a Metrobus, tanto que elas serão responsáveis pela construção de 12 pontos de conexão até o fim do ano. No primeiro momento, Metrobus e as outras concessionárias vão dividir a operação, até que as conexões fiquem prontas. A Metrobus deve construir, até o fim de 2015, três terminais nas GOs 060, 070 e 430.

Fonte: Jornal O Popular (Rede Metropolitana de Transporte coletivo)


VLT de Goiânia vai desapropriar 187 imóveis


Ao todo, serão 172 mudanças definitivas e 15 alterações provisórias. Projeto em fase de finalização

O projeto de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ao longo do Eixo Anhanguera deve desapropriar 187 imóveis em Goiânia, sendo que 15 ocupações serão provisórias para a implantação de terminais temporários e canteiros de obras. A maioria das desapropriações é de imóveis residenciais. Ao todo, 97 casas ou apartamentos passarão às mãos do Estado até o fim do ano (veja relação dos imóveis na página 4). O governo ainda finaliza os estudos sobre os preços das áreas para a homologação e publicidade, necessárias para desapropriar os imóveis.

Esta é uma das três ações que o governo e a empresa Mobilidade Anhanguera, responsável pela construção da obra, estimam finalizar ainda neste ano para que a ordem de serviço seja assinada já no início de 2015. A obra tem 24 meses para ser finalizada. Presidente do Grupo Executivo do VLT, Ricardo Jayme explica que o momento é de preparação para o início das obras, o que chamou de pré-ordem de serviço. A intenção é buscar um preço justo para as desapropriações, que serão homologadas na Justiça. A maioria dos imóveis está localizada no Jardim Novo Mundo.

EXPANSÃO

As desapropriações vão ocorrer nas áreas em que serão construídos os cinco terminais de integração dos trens. Os locais atuais devem ser expandidos e remodelados. No Terminal do Dergo, no Setor Aeroviário, serão desapropriadas sete áreas, na região ao lado da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP). Na Praça A serão 35 imóveis no Setor dos Funcionários – lado esquerdo da Avenida Anhanguera no sentido bairro-Centro.

Também haverá desapropriações no Terminal Praça da Bíblia, BR-153, Estação do Palmito, pátio do Novo Mundo e nas subestações. Já em relação à ocupação temporária, os canteiros de obras serão no Jardim Novo Mundo, enquanto haverá a necessidade de construir terminais provisórios para o Padre Pelágio, na Rua Manoel Silva, no Setor Vila Regina, e do Dergo, em 12 áreas do Bairro Rodoviário.

O decreto assinado pelo governador Marconi Perillo (PSDB) será publicado no Diário Oficial do Estado hoje e trata da declaração de utilidade pública, tanto para efeito de desapropriação quanto para ocupação temporária. O documento já está pronto e não sofrerá alterações. As desapropriações podem não ocorrer ao mesmo tempo, mas de acordo com o andamento da obra. Além das desapropriações, os três eixos do projeto são em relação às verbas e às licenças ambientais.

No primeiro caso, não se trata da busca de recursos financeiros, mas da possibilidade de deixar o orçamento comprometido, por um sistema de garantias financeiras. Ao mesmo tempo, o Estado negocia empréstimo no Banco do Brasil, de R$ 326 milhões. No total, o projeto tem custos de R$ 1,315 bilhão, em que a outra parte é dividida em recursos do governo federal, via Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC da Mobilidade) e do Orçamento Geral da União (OGU), além da contrapartida da Mobilidade Anhanguera.

Fonte: Jornal O Popular

16 de setembro de 2014

Cafeteria americana Dunkin’ Donuts pretende abrir lojas em Goiás


Segundo o vice-presidente de desenvolvimento internacional da marca, 150 lojas devem ser abertas no Brasil

A cafeteria americana Dunkin’ Donuts, que deixou o Brasil em 2005, pretende voltar e abrir 150 lojas para vender suas famosas rosquinhas. A empresa já assinou um contrato com o grupo OLH, que será seu franqueado em Brasília e em Goiás. Na região centro-oeste, 65 lojas foram planejadas, com a inauguração da primeira em até seis meses.

As informações foram divulgadas em entrevista ao jornal nova-iorquino The Wall Street Journal pelo vice-presidente de desenvolvimento internacional, Jeremy Vitaro. A companhia procura agora novos contratos para abrir unidades em São Paulo e no Rio de Janeiro. Atualmente, a rede de cafeterias tem 11 mil lojas em 33 países.

Para se adaptar ao consumidor brasileiro, Vitaro revelou que a marca pretende criar novos sabores de acordo com a culinária local. Especialistas já teriam vindo ao Brasil para analisar os costumes e estão planejando um menu que misture as características da marca com comidas nacionais. Como exemplo, ele citou as lojas indianas, que vendem rosquinhas com curry, e os donuts argentinos, que são vendidos com doce de leite.

Fonte: Jornal O Hoje


Governo e prefeituras assinam contrato para construção de contorno viário em novo trecho da BR-153



O novo percurso deve ser construído entre Hidrolândia (a dois quilômetros de Aparecida de Goiânia) e a Polícia Rodoviária Federal, saída para Anápolis

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), se reuniu com representantes dos setores de transporte e políticos do Estado na tarde desta segunda-feira (15/9) para assinar um contrato para a construção do contorno viário em novo trecho da BR-153. O novo percurso deve ser construído entre Hidrolândia (a dois quilômetros de Aparecida de Goiânia) e a Polícia Rodoviária Federal da saída para Anápolis.

Na reunião estavam presentes o presidente da Concessionária das Rodovias Centrais do Brasil S/A – (Concebra), Odenir Sanches, o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, o procurador geral da Prefeitura de Senador Canedo, Ermírio Marques de Antônio Júnior, o secretário de Planejamento da Prefeitura de Aparecida de Goiânia, Afonso Boaventura, o chefe de Gabinete da Prefeitura de Goiânia, Iram Saraiva Júnior, e o prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio Rezende.

O governador do Estado destacou a importância da participação e apoio de todas as prefeituras. “Nós estamos aqui assinando um documento que envolve pelo menos quatro partidos: PMDB, PT, DEM, PSDB. Em nenhum momento houve qualquer ‘firula’ que pudesse impedir ou atrapalhar esse procedimento”, declarou. O presidente da ANTT também destacou que “cada um é de um partido diferente, mas se uniram por um bem único que era aprovar esse projeto da forma mais rápida possível.”

Mudança na rodovia

A criação do contorno viário surgiu com a assinatura do contrato de concessão da BR-153 no dia 13 de agosto, em Brasília. Analisado pelo governador e pela ANTT, o projeto já previa a alteração na rota da BR. A mudança é necessária para diminuir o fluxo de veículos na rodovia, a fim de melhorar a qualidade do tráfego e evitar acidentes no percurso. “É um trecho considerado extremamente crítico, por isso a nossa pressa para aprovar esse projeto”, garantiu o presidente da ANTT.

De acordo com Marconi Perillo, a obra tem grande urgência em ser realizada devido ao número de acidentes causados pelo grande fluxo de veículos na região. “Essa reunião sinaliza os avanços que temos no projeto e a redução do cronograma para implantação dele devido à urgência”, declarou. Ele ainda comentou que “está havendo uma inversão de prioridades para esta obra que passa a ser a mais importante do Estado.”

O prazo para a construção do contorno é de sete anos, mas, de acordo com Odenir Sanches, a construção deve ser finalizada antes deste período. “Nós estamos com o projeto executivo já em fase final, o projeto de desapropriação também em fase final e iniciando o procedimento de licenças ambientas. Essas licenças ambientais devem demorar em torno de um ano e pouco”, disse Odenir.

Fonte: Jornal Opção


13 de setembro de 2014

Prefeito e ministro da Saúde assinam ordem de serviço para construção do Hospital Municipal


O prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB), e o ministro da Saúde, Arthur Chioro, assinam nesta terça-feira, 16, às 17h30, ordem de serviço para construção do Hospital Municipal e mais 14 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A solenidade será realizada na Feira Coberta de Aparecida, no Bairro Cidade Vera Cruz I. “O Hospital Municipal será referência no Estado e também irá desafogar as unidades menores. Mais de 90% dos aparecidenses dependem do SUS e não podem ficar sem uma saúde pública de qualidade. O hospital vem para sanar essa demanda”, destacou o prefeito.

O Ministério da Saúde investirá R$ 63,8 milhões na construção do hospital que terá 220 leitos, distribuídos em enfermarias para adultos divididas por sexo e infantil, sendo, três leitos ao máximo por enfermaria – todas com acomodações para acompanhantes. O novo hospital será edificado em uma área total de 17 mil metros quadrados no Bairro Cidade Vera Cruz 1, próximo ao Anel Viário.

O Hospital Municipal terá o dobro de leitos que o Hospital de Urgências de Aparecida (Huapa), sob a gestão do governo estadual. “Entendemos que os dois hospitais poderão ajudar a suprir a necessidade da população de Aparecida e também colaborar com os moradores da Região Metropolitana de Goiânia, por meio de pactuação entre as secretarias municipais”, explicou o secretário de Saúde de Aparecida, Paulo Rassi.

Serão 90 leitos clínicos, 60 leitos cirúrgicos, 20 leitos pediátricos, 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs), 10 leitos de recuperação anestésica e 10 leitos de reanimação e observação. O Hospital Municipal possuirá área de pronto-atendimento; atendimento de urgência; área de apoio terapêutico; ambulatório, apoio diagnóstico, raio-x, eletrocardiografia, ultrassonografia, endoscopia, tomografia computadorizada, laboratório, apoio técnico e administrativo, apoio logístico, farmácia, serviço de nutrição e dietética, lactário, internação geral (adulta e pediátrica), e centro cirúrgico.

UBSs – No mesmo ato, o ministro e o prefeito assinarão ordens de serviços para a construção de mais 14 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) no município e inaugurarão as UBSs dos setores Cândido de Queiroz, Jardim Riviera e Setor Andrade Reis. Com a inauguração dessas três unidades, a administração do prefeito Maguito Vilela completa a inauguração de 10 UBSs. Mais cinco UBSs estão em construção e devem ser inauguradas nos próximos meses.

Além disso, a atual administração inaugurou, em 2012, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas Doutor Cairo José Louzada, no Setor Brasicon, e neste momento está construindo mais duas UPAs, sendo uma no setor Buriti Sereno e outra no Parque Flamboyant. As duas UPAs devem ser inauguradas no início de 2015.

Diferença – As UBSs são a porta de entrada do SUS. É na Unidade Básica de Saúde que os cidadãos têm as consultas regulares, recebem acompanhamento, medicamentos e vacinas. As UBSs fazem parte da estratégia da Atenção Básica. Já a UPA 24h é a unidade fixa de urgência e emergência. É um serviço da alta-complexidade e está diretamente ligado ao SAMU - Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.



3 UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBSs) SERÃO INAUGURADAS

Unidade Básica de Saúde (UBS) Cândido de Queiróz

Unidade Básica de Saúde (UBS) Residencial Andrade Reis

Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Riviera



7 UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBSs) EM FUNCIONAMENTO

Unidade Básica de Saúde (UBS) Parque Veiga Jardim I

Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Alto Paraíso

Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Delfiore

Unidade Básica de Saúde (UBS) Setor Bandeirantes

Unidade Básica de Saúde (UBS) Setor Caraíbas

Unidade Básica de Saúde (UBS) Setor Retiro do Bosque

Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Olímpico



5 UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBSs) EM CONSTRUÇÃO

Unidade Básica de Saúde (UBS) Mansões Paraíso

Unidade Básica de Saúde (UBS) Setor Porto das Pedras

Unidade Básica de Saúde (UBS) Setor Buriti Sereno

Unidade Básica de Saúde (UBS) Independência Mansões

Unidade Básica de Saúde (UBS) Pontal Sul



ORDEM DE SERVIÇO PARA MAIS 14 UBSs

UBS Bairro Hilda

UBS Pontal Sul

UBS Parque Trindade

UBS Cruzeiro do Sul

UBS Jardim Tiradentes

UBS Residencial Anhambi

UBS Garavelo Residencial Park

UBS Expansul

UBS Bairro Cardoso

UBS Chácara São Pedro

UBS Jardim Boa Esperança

UBS Rosa dos Ventos

UBS Campos Elisios

UBS Setor Santo André



1 UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA) EM FUNCIONAMENTO

Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas Dr. Cairo José Louzada - Setor Brasicon



2 UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA) EM CONSTRUÇÃO

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas Parque Flamboyant

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas Setor Buriti Sereno


Fonte: Prefeitura de Aparecida de Goiânia


Aparecida inaugura seu 1º parque urbanizado


A Prefeitura de Aparecida de Goiânia em parceria com as incorporadoras EBM, GPL, Terral e Tropical Urbanismo e Incorporação inauguram amanhã, na Região Nordeste, o primeiro parque urbanizado da cidade. Trata-se do Parque Elmar Arantes Cabral, que integra o projeto do Parque América - o primeiro bairro planejado do município.

Com quase 45 mil metros quadrados, o parque possui 23 mil metros quadrados de área de convivência e uma mata ciliar de quase 22 mil metros quadrados. As obras duraram 12 meses e a infraestrutura será entregue ao poder público, que assumirá sua manutenção. No total, foram investidos R$ 2,8 milhões.

Antonio Carlos da Costa, diretor da Tropical Urbanismo, explica que a inclusão do Parque Elmar Arantes Cabral no projeto do Parque América seguiu as premissas do novo urbanismo, de atender as necessidades dos moradores de moradia, de trabalho, de consumo e de lazer. Para o diretor da GPL Incorporadora, Ricardo Reis, o parque é um vetor de desenvolvimento e de qualidade de vida na cidade.

Marcelo Borges, diretor da Terral Incorporações, lembra que a aprovação do público ao parque reflete na valorização dos imóveis. Já Fernando Razuk, diretor da EBM Desenvolvimento Imobiliário, diz que o Nordeste de Aparecida de Goiânia é uma região em transformação.

Fonte: Jornal O Popular


Villa Mix Festival: Show Domingo


Villa Mix, que será realizado amanhã no estacionamento do Estádio Serra Dourada, traz a Goiânia artistas e estruturas que o mantêm como o principal evento da música sertaneja no País

Goiânia, a capital da música sertaneja? Se cerca de 20 anos atrás o assunto causava polêmica, hoje o título já muito melhor aceito e a cidade tem se destacado nacionalmente com o título. Para não deixar dúvidas a esse respeito, há 4 anos é realizado aqui o maior festival do gênero em território nacional.

A edição do Villa Mix 2014, que reúne uma constelação de artistas e movimenta uma estrutura gigantesca para um público que se conta às dezenas de milhares de pessoas, será amanhã, começando às 13 horas, no estacionamento do Estádio Serra Dourada. Festival que hoje aporta em várias partes do Brasil, o Villa Mix nasceu em Goiânia pelas mãos da dupla Jorge & Mateus, donos da marca.

Os cantores apostaram em um evento de grande porte em que a plateia pudesse curtir a música que gosta, tendo a oportunidade de ver vários ídolos na mesma ocasião e ainda passar o dia em várias atividades. Opção que só fez incrementar as atrações ao longo dos anos. Amanhã, por exemplo, haverá novidades em relação ao Villa Mix do ano passado, como um parque de diversões com brinquedos, com destaque para roda gigante montada na área. Ela estará funcionando durante os shows, possibilitando uma vista panorâmica. Quem preferir algo mais diferenciado poderá entrar no Bar Villa Mix Nas Alturas, uma torre com 30 metros até o topo na qual serão servidos drinks para grupos de 20 pessoas a cada 20 minutos.

Isso se une a todo um conjunto de aparelhagens técnicas que ajuda a dar movimento ao evento. Dois telões de LED em formato circular colocarão o público praticamente dentro do enorme palco da festa, que mede 90 metros de comprimento e 26 metros de altura. A cenografia, a iluminação e o sistema estão entre os mais modernos equipamentos do mundo. Todo o evento será registrado por 24 câmeras especiais em alta definição. Três gruas – uma delas tem 30 metros de comprimento – e aparelhos de filmagem em um helicóptero captarão os mais diversos ângulos do espetáculo. O material será, a exemplo do que já ocorreu em 2013, transformado em um especial de fim de ano da Rede Globo chamado Sintonize, ainda sem data definida de exibição.

As atrações

■ Jorge & Mateus – Idealizadores do projeto Villa Mix, os amigos se conhecem desde muito jovens. Ambos nasceram em Itumbiara e ajudaram a renovar a música sertaneja com ações consideradas ousadas, como levar o ritmo para cima de um trio elétrico. Com enorme popularidade no Brasil, a dupla também já tem uma carreira internacional, com shows realizados em vários países.

■ Zezé di Camargo & Luciano – Os irmãos nascidos no município de Pirenópolis compõem uma das principais duplas da história da música sertaneja. Ajudando a popularizar o estilo musical entre o público urbano nos anos 1990, eles abriram um caminho que depois foi trilhado por muitos. A história de vida dos cantores foi contada no filme Dois Filhos de Francisco.

■ Luan Santana – Natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Luan Santana viu o sucesso chegar com o hit Meteoro, em 2009, transformando-o num ídolo teen nacional. Agora um pouco mais velho, ele tem investido mais nas canções românticas e em temáticas mais adultas, conservando um público que o alçou ao estrelato, formado sobretudo pelas mulheres.

■ Victor & Léo – Os mineiros Victor & Leo ralaram muito antes de conseguirem fama e sucesso. Os irmãos cantavam em bares e faziam pequenos shows até que o terceiro CD da dupla, lançado em 2007, ganhou enorme repercussão e caiu no gosto do público. Desde então, suas músicas, muitas compostas por eles mesmos, os mantêm no topo do mercado musical nacional.

■ Gusttavo Lima – O cantor mineiro Gusttavo Lima, de 25 anos, quase desistiu da carreira pelas dificuldades que encontrou para mostrar sua música. Isso mudou quando teve a chance de lançar o primeiro CD da carreira, em 2009, o que abriu as portas para os trabalhos posteriores, incluindo a gravação da música Balada, que se tornou febre mundial.

■ Israel Novaes – Aos 24 anos de idade, Israel Novaes percorre uma trilha que vem sendo consolidada por vários artistas do gênero no decorrer do tempo. Ritmos dançantes e letras que mesclam humor e romantismo estão no cardápio servido pelo cantor nascido no Pará, que foi oficialmente lançado no Caldas Country de 2011 e que tem como padrinhos ninguém menos que Jorge & Mateus.

■ Matheus & Kauan – Nascidos em Itapuranga, os irmãos são os caçulas deste Villa Mix. Desde 2010 na estrada, conseguindo emplacar sucessos por meio de artistas mais famosos do cenário sertanejo, eles alçaram voo próprio em 2013, quando gravaram o 1º DVD em Goiânia, com a participação de muitos de seus amigos. Agora, eles estreiam em apresentação solo no festival da capital goiana.

Fotos do Villa Mix Festival 2013:











Fonte: Jornal O Popular (Rogério Borges)
Fotos: Site do Villa Mix Festival


11 de setembro de 2014

Vogue Fashion's Night Out também será realizado em Goiânia


Evento será no Flamboyant Shopping

Goiânia - Realizado no Brasil pela quinta vez, o evento de moda Fashion's Night Out (FNO) será realizado pela primeira vez em Goiânia no Flamboyant Shopping, no dia 11 de novembro. Na programação estão inclusas ações das marcas participantes, além de atividades com blogueiras, estilistas, modelos, artistas e especialistas em moda.

O FNO deste ano começou no Rio de Janeiro, no dia 4 de setembro nos Shoppings Village Mall, Rio Design Barra e RIO Design Leblon. Depois segue para Curitiba nesta quinta-feira (11), no Shopping Mueller, e, em seguida, São Paulo no dia 16, no Shopping Cidade Jardim. Na sequência, é a vez de Vitória, dia 9 de outubro no Shopping Vitória. Goiânia encerra o tour brasileiro.

A coruja Owlie, mascote oficial do FNO, ganha cara nova nesta edição. Inspirado no colorido das aves brasileiras, o designer Tiago Jucá criou um brasão que tem a Owlie como elemento central. A personagem estampará as camisetas personalizadas do evento e estará presente em todo o cenário dessas noites.

Sobre o Fashion's Night Out 

Idealizado pela Vogue americana, o projeto tem como objetivo motivar a indústria global da moda e pretende proporcionar ao consumidor uma experiência de compras especial e estimulante. Este ano, 19 países farão o seu FNO, um total de 30 capitais, em quatro continentes.

Com diversas ações simultâneas para cativar o consumidor, as marcas participantes apresentam suas melhores novidades para a estação, selecionadas pela equipe de estilo da Vogue. Os looks terão a etiqueta Vogue Indica, orientando o consumidor a montar o seu guarda-roupa de verão a partir do olhar de experts da equipe Vogue.

Fonte: A Redação (Yuri Lopes)


Projeto quer estabelecer tempo máximo de espera em fila de casas lotéricas de Goiânia


A determinação de tempo máximo de espera em filas já é Lei em Goiânia, mas prevê a fiscalização apenas em relação ao atendimento público feito pelas agências bancárias. Ainda não há legislação sobre a demora nas filas de Lotéricas da Capital. Para bancos o tempo máximo para pagamentos no Caixa é de 20 minutos. Já para as lotéricas, a intenção de projeto de Lei apresentado na Câmara Municipal é estabelecer o limite de 30 minutos, que seriam fiscalizados pelo Procon Municipal.

O autor da matéria é o presidente da Câmara, vereador Clécio Alves (PMDB). Ele explica que passou por problema em uma agência e aponta qual o objetivo do projeto. “Nós queremos que o cidadão fique no máximo 30 minutos na fila. Caso contrário, as multas serão pesadas para as lotéricas,” enfatiza.

O projeto foi apresentado e passa pela análise da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

Fonte: Portal 730


Grande Goiânia: Suspeita de homofobia, Jovem é encontrado morto em Inhumas


João Antônio Donati, de 18 anos, estava com o pescoço quebrado e a boca cheia de papel

O corpo de um jovem foi encontrado na manhã desta desta quarta-feira (10/8) em um terreno baldio em Inhumas, região metropolitana de Goiânia. De acordo com informações da Polícia Civil, João Antônio Donati, de 18 anos, era homossexual e há a suspeita de que o crime tenha sido motivado por homofobia.

O delegado Humberto Teófilo, responsável pelo caso, informou ao Jornal Opção Online que será instaurado um inquérito para apurar as motivações do homicídio. Segundo a família informou aos policiais, João Antônio saiu na manhã da terça-feira (9) e não teria mais voltado para casa. O jovem foi encontrado com o pescoço quebrado e a boca cheia de papel.

As causas do crime já estão sendo investigadas. “Vamos averiguar o caso para sabermos se o crime tem ligação com sentimentos negativos em relação a pessoas homossexuais”, disse Humberto Teófilo.

A Homofobia no Brasil, segundo o Grupo Gay da Bahia (GGB), é um problema constante. Segundo estatísticas compiladas pelo GGB, um homossexual é morto a cada 36 horas no País e cerca de 70% dos casos de assassinatos de pessoas LGBT ficam impunes. Outro dado chama à atenção, sete em cada dez homossexuais brasileiros já sofreram algum tipo de agressão, seja física ou verbal.

Fonte: Jornal Opção (Thiago Araújo)